Please reload

Posts Recentes

Royal Life faz grande cobertura no Carnaval 2018, em SP

20/02/2018

1/1
Please reload

Posts Em Destaque

Série depressão: sintomas, diagnóstico, prevenção e tratamento

Considerada o "mal do século" pela Organização Mundial da Saúde, a depressão ainda é um desafio para médicos e pacientes.

 

A depressão é caracterizada pela perda ou diminuição de interesse e prazer pela vida, gerando angústia e prostração, algumas vezes sem um motivo evidente.  Hoje, a doença é considerada a quarta principal causa de incapacitação, segundo a Organização Mundial da Saúde. Diante desse fato, a Phoenix Emergências Médicas e a Royal Life focarão o tema depressão, nas próximas semanas, em suas redes sociais. Fique atento aos posts para você conhecer um pouco mais sobre a doença.

 

Esse transtorno psiquiátrico atinge pessoas de qualquer idade — embora seja mais frequente entre mulheres — e exige avaliação e tratamento com um profissional. O desânimo sem fim é fruto de desequilíbrios na bioquímica cerebral, como a diminuição na oferta de neurotransmissores como a serotonina, ligada à sensação de bem-estar.

 

Hoje se sabe que a depressão não promove apenas uma sensação de infelicidade crônica, mas incita alterações fisiológicas, como baixas no sistema imune e o aumento de processos inflamatórios. Por essas e outras, já figura como um fator de risco para condições como as doenças cardiovasculares.

 

No Brasil, 5,8% da população sofre com a depressão. Ela afeta um

 

total de 11,5 milhões de brasileiros. Segundo os dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil é o país com maior prevalência de depressão da América Latina e o segundo com maior prevalência nas Américas, ficando atrás somente dos Estados Unidos, que têm 5,9% de depressivos.

 

A depressão é uma das doenças que mais afasta pessoas do mercado de trabalho. Em 2016, 75,3 mil trabalhadores brasileiros foram afastados de suas atividades por causa da depressão, com direito a recebimento de auxílio-doença em casos episódicos ou recorrentes. Eles representaram 37,8% de todas as licenças em 2016 motivadas por transtornos mentais e comportamentais, que incluem não só a depressão, mas também o estresse, ansiedade, transtorno bipolar, esquizofrenia e transtornos mentais relacionados ao consumo de álcool e cocaína.

 

Condições relacionadas:

Depressão pós-parto;

Depressão sazonal (também chamada de transtorno afetivo sazonal);

Transtorno depressivo persistente (previamente distimia);

Trastorno disfórico pré-menstrual;

Trastorno disruptivo da desregulação do humor;

Transtornos bipolares

 

 

Fontes: https://www.vittude.com/blog/depressao/

https://saude.abril.com.br/medicina/depressao-sintomas-diagnostico-prevencao-e-tratamento/

Please reload

Siga